Eu, Robot


Numa futurista Chicago, no ano de 2035, Del Spooner(Smith) é um detective da brigada de homicídios, que não vê com bons olhos a existência de robots por toda a cidade.
Quando o Dr. Alfred Lanning(Cromwell), considerado por muitos como o pai da robótica, aparece misteriosamente morto, Spooner desconfia de que algo mais se passa.

Para aquela que podia ter sido uma assustadoramente realista visão do nosso futuro, ao género de "Blade Runner" embora com as inevitáveis diferenças, "Eu, Robot" é apenas um cruzamento entre "Velocidade Furiosa" e "Matrix".

Misturas simplistas à parte, o facto é que o "lendário" Alex Proyas usa e abusa dos efeitos especiais e do slow-motion. O resultado? Entretenimento de qualidade, sim, mas também o rótulo de "filme pastilha-elástica".

E já que estamos a falar em misturas, o personagem de Will Smith é um misto entre o Robert Neville de "Eu Sou a Lenda" e o James Edwards de "Homens de Negro".
Um polícia amargurado, mas sempre com uma piadinha de baixo da língua. Personagem pouco convincente e nem o talento do americano chega para provar o contrário.

Quanto ao argumento, destaca-se apenas por algumas one-liners.

Os pontos mais positivos do filme são a épica banda-sonora e a dedicada fotografia.

Esperava-se mais, apesar de estar assegurado o entretenimento.


"-By Saturday, it'll be one robot to every five humans. These robots are the realization of a dream. Dr. Lanning's dream.
-You know what? In that dream of his, I bet you he wasn't dead.

"-Thermostat wasn't good enough. You gave the building a brain.
-She was actually Lanning's first creation.
-She? That's a she? I definitely need to get out more."

"-What happened to you? Dou you ever have a normal day?
-Yeah, once. It was a Thursday."

"-Two thousand eight hundred and eighty steps, detective.
-Do me a favour, keep that kind of shit to yourself."



Com o mesmo actor- "Homens de Negro II"

Do mesmo realizador- "S1nais do Futuro"

4 Eloquentes Intervenções Escritas:

Marcos Ribeiro disse...

Poxa...eu gostei bastante do filme, foi bastante acima do esperado. O personagem do Will Smith é realmente igual a outros...não acho ele um dos melhores atores do mundo...

Abraços

Jackie Brown disse...

Marcos, eu não desgostei do filme.
Mas podia ser mais, apesar de entreter muito bem.

Quanto ao Will, eu não o acho (ainda) um dos melhores do mundo, mas é um excelente actor e tem vindo a progredir muito.

Abraço

Tiago Ramos disse...

Não é um filme fantástico, mas é interessante Q.B. dentro do género. Pena que tenha o Will Smith, que não consegue fugir ao mesmo registo...

Jackie Brown disse...

Sim Tiago, funciona apenas como entretenimento.

Já o Will Smith, ele bem tenta, por vezes até de forma bem sucedida.

Enviar um comentário

O autor deste blogue apresenta os seus agradecimentos pelo comentário e relembra que este beneficiará sempre de uma resposta, já que cada comentário é tido como imprescincível e nunca subvalorizado.

Related Posts with Thumbnails