Diamante de Sangue


"Diamante de Sangue" levanta apenas uma única questão verdadeiramente pertinente: quem está melhor no seu papel? O intempestivo DiCaprio ou o avassalador Hounson?

O primeiro tem, na minha opinião, uma das melhores, talvez a melhor performance da sua carreira. É cruel e possessivo, numa interpretação excelente, cativante e claramente trabalhada (destaque-se o sotaque, por exemplo). É um fantástico e nada estereotipado anti-herói. A nomeação para o Óscar foi mais do que merecida, e acrescente-se que a atribuição do prémio também não defraudava ninguém.
Quanto a Djimon Hounson, é completamente avassalador. É a palavra que me ocorre sempre que penso na sua enorme interpretação, tão comovente quanto capaz. Foi também nomeado para o Óscar de Melhor Actor Secundário, e apesar do prémio ser igualmente merecido, fica por perceber a adição do "Secundário", já que Hounson é tão ou mais protagonista do que DiCaprio.
Jennifer Connely dá corpo a uma personagem tão cliché e mal construída que até mete dó. Não se podia esperar mais do que uma fraca interpretação.

E porque me foquei tanto no elenco, pergunta o leitor? Bem, porque é basicamente esse o único ponto de interesse de "Diamante de Sangue", visto que a fita de Edward Zick acaba por se
perder em cenas escusadas, que tornam o argumento disperso e que têm ainda como consequência uma duração excessiva e a perda de credibilidade do filme.

A nível técnico, é maioritariamente a fotografia do our own Eduardo Serra que compõe a pintura, ao captar algumas das mais belas paisagens africanas já vistas (exemplo disso é a cena final de DiCaprio).

"Diamante de Sangue", ou "como tentar tirar partido de um bom elenco".


"I like to get kissed before I get fucked."

7 Eloquentes Intervenções Escritas:

Fifeco (Filipe Ferraz Coutinho) disse...

Eu chego mesmo ao 9. Foi uma experiência extremamente intensa no cinema. E não percebo porque criticam tanto o filme. As interpretações são fantásticas, a realização é bom, o argumento é sólido e a mensagem é potente.

Abraço

Nekas disse...

Não acho nada de especial!
As interpretações e a realização estão bastante boas mas o filme acaba por se perder e "encontrar-se" passado algum tempo...

Abraço
http://nekascw.blogspot.com/

Jackie Brown disse...

Fifeco,

Nem de perto nem de longe chego ao 9. Acho Diamante de Sangue um filme pretensioso e falso.
A mensagem é demasiado vaga para ser credível, a realização é cliché e o argumento é tudo menos sólido.
Concordo contigo sim, em relação às interpretações (não de Connely).


Bruno,


Também não acho.
Mas, e se é certo que percebi o que quiseste dizer com o filme a "perder-se", não estou certo de que se "encontre".

Abraços

Roberto F. A. Simões disse...

Boa realização, bom argumento de Charles Leavitt. Leonardo Dicaprio está genial (é dos melhores actores desta geração do cinema americano). Djimon Hounsou obtém uma prestação ao mesmo nível, da genialidade, ele é tão bom! Um filme tão bom no entretenimento como na séria mensagem que tem a transmitir. Daí resultar num equilíbrio nem sempre fácil de conseguir.

4*

Cumps.
Roberto Simões
CINEROAD - A Estrada do Cinema

Jackie Brown disse...

Roberto,

Concordamos apenas nas interpretações.

Abraço

Fifeco (Filipe Ferraz Coutinho) disse...

Mensagem demasiada vaga? Realização cliché?

Bem, não devemos estar a falar do mesmo filme sendo assim.

Jackie Brown disse...

Fifeco,

A não ser que te tenhas enganado no post, julgo que estamos, porque eu cá sei perfeitamente de que filme estou a falar e estou absolutamente convicto da minha opinião.

Aliás,por Diamante de Sangue não ser aquilo que podia ter sido, creio que os dedos devem ser apontados a nenhum outro do que Edward Zick.

Abraço

Enviar um comentário

O autor deste blogue apresenta os seus agradecimentos pelo comentário e relembra que este beneficiará sempre de uma resposta, já que cada comentário é tido como imprescincível e nunca subvalorizado.

Related Posts with Thumbnails