Alien- O Recontro Final


There are some places in the universe, you don't go alone... except if you're with James Cameron.

James Cameron tinha todas as razões e desculpas para falhar aqui.
"É difícil suceder/fazer justiça/ser digno/ser superior a um filme revolucionário como "Alien- O Oitavo Passageiro". "As sequelas são quase sempre inferiores aos filmes originais"
Assim sendo, ninguém esperava que Cameron fosse capaz de elaborar este magnífico, envolvente e apaixonante -sim, leram bem- filme, um exemplo inatacável e inabalável no campo da ficção científica fusionada com o terror e a acção.

Foi aqui que James Cameron brilhou mais alto. Foi aqui que James Cameron elevou ao máximo esta tão querida saga de filmes. O retrato que Cameron faz de todo este universo é de uma dedicação quase hipnótica, quer nos foquemos na captação dos cenários, feita de forma pautada e tranquila para que o espectador se possa ambientar bem, ou na magnífica direcção de actores.

James Cameron dá-se ainda ao luxo de experimentar vários registos, alternando-os em proporção, relativamente aos cenários. A acção, o terror, o suspense, o drama e até o humor. Refira-se que, para alguns destes registos, determinados elementos do elenco são imprescindíveis.

Sigourney Weaver tem a melhor interpretação da sua carreira, presenteando-nos com uma prestação esforçadíssima, segura e mais do que credível. Uma nomeação para o Óscar de Melhor Actriz mais do que justificada.
Secundários de luxo, como o já conhecido de Cameron, Michael Biehn, o aqui estreante Lance Henriksen, a jovem prodígio Carrie Henn e os sidekick's Bill Paxton, Jennete Goldstein e Al Mathews garantem fabulosos momentos de grande Cinema.

Os valores de produção são, no mínimo, louváveis. Uma banda-sonora inebriante de James Horner suporta outros aspectos técnicos muito competentes, como uma desgastante (no bom sentido, obviamente) fotografia em tons de cinzento, uma cenografia, no mínimo, muito ambiciosa e, claro, efeitos especais ao mais alto nível e, sobretudo, actuais.

O que James Cameron faz aqui, é ir mais longe. Simplesmente, ir mais longe. No número de Aliens? Sim, sem dúvida. Mas também no aprofundamento da personangem Ripley, na maior focalização do amor maternal, no lidar com mais e maiores espaços, com mais actores, mais efeitos especiais, etc...
É ir mais além. É ir além de "Alien- O Oitavo Passageiro".

James Cameron tinha tudo para falhar. Mas não o fez. Muito pelo contrário, não só fez o melhor filme de toda a saga, como também o melhor filme da sua carreira.
E claro, o melhor filme de terror espacial da história do Cinema.


"I like to keep this handy... for close encounters."

"Man, you look just like I feel."

"-Hey Vasquez, have you ever been mistaken for a man?
-No. Have you?"


4 Eloquentes Intervenções Escritas:

Nasp disse...

O Lance Henriksen tal como o Biehn já vinham do Terminator, alias acho que o Lance já era conhecido do Cameron desde o Piranha 2 :)

Claro que Aliens é um dos meus filmes favoritos e provavelmente é mesmo o meu filme favorito passado no espaço!!!!

E quem viu primeiro o Aliens e depois o Alien vai achar uma "seca" o primeiro.

E engraçado mas estes dois filmes, tanto o Aliens como o Alien figuram entre muitos tops pessoais e dvdtecas, só que uns preferem um 1 outros o 2.

Já agora não achas os minutos finais do Aliens muito "rambescos" ?

Jackie Brown disse...

Nasp,

Digo-te já que o Aliens é provavelmente o meu sci-fi de eleição.

O Alien... preciso de o rever, mas acho que não envelheceu tão bem como este.

Os minutos finais, eu sinceramente gosto. Adoro todo o filme, e aqueles minutos finais talvez sejam algo forçados mas não deixam de ser emocionantes, até como forma de reforçar o lado maternal de Ripley.

Obrigado pelo comentário ;)

Jorge disse...

Das melhores sagas de ficção científica que já tive o privilégio de assistir. Pessoalmente sim, também prefiro este ao Alien. Mas ambos são muito bons, o primeiro na tensão dramática, no suspense perfeitamente equilibrado. Este Aliens é uma ampliação, um filme proporcionalmente maior em tudo, nos aliens, na narrativa que explora variadas situações e géneros, na acção, nas interpretações, e em mais alguns valores de produção.

O que não significa que seja melhor a meu ver que o primeiro. Ainda assim é inegável, o senhor Cameron é um visionário e um homem extremamente ambicioso. Em relação ás sequelas posteriores, é uma pena a qualidade não se manter, no entanto não desgosto do Alien de Fincher, recupera um pouco o espírito do primeiro.

abraço

Jackie Brown disse...

Jorge,

Subscrevo na totalidade o primeiro parágrafo ;)

Não concordo que a qualidade tenha dexido. Gosto bastante do terceiro e quarto filmes.

Abraço

Enviar um comentário

O autor deste blogue apresenta os seus agradecimentos pelo comentário e relembra que este beneficiará sempre de uma resposta, já que cada comentário é tido como imprescincível e nunca subvalorizado.

Related Posts with Thumbnails