Harry Potter e a Ordem da Fénix


Depois do conturbado regresso de Voldemort (Ralph Fiennes), o jovem Harry Potter (Daniel Radcliffe) caiu agora em descrédito perante o mundo da feitiçaria e o Ministério da Magia, que decide impor o seu controlo em Hogwarts através da pouco ortodoxa professora Dolores Umbridge (Imelda Staunton).

A saga do feiticeiro mais famoso do mundo teve o seu auge em 2004, ano da elaboração de "Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban". E sendo verdade este facto, também não é menos verdade que este "Harry Potter e a Ordem da Fénix" é o pico negativo desta mesma saga.

O principal defeito é sem dúvida a total perda de magia. É algo um pouco metafórico sim, mas que tem como causas factores técnicos bem concretos.
O prepotente argumento, que dispara os factos completamente à pressão e insere personagens que nunca vimos antes sem sequer explicar as suas origens, tudo isto sempre com muito cliché à mistura. A (falta de) banda-sonora, que deixa tanto a desejar quando comparada com a de John Williams. A insossa realização de David Yates, que prefere andar com a câmara em cima do ombro a correr atrás dos protagonistas de lado para lado.
Enfim, tudo isto transforma este "Harry Potter e a Ordem da Fénix" num verdadeiro teen movie de aventura, muito rígido e muito pouco mágico. Perdeu-se a componente e a fragrância mágica, tão visível no primeiro capítulo e na já referida fita de Alfonso Cuarón, e Hogwarts passou a Colégio da Barra (alusão a Morangos com Açúcar) num instante.

O elenco espelha esta falta de sentimento que o filme tem. Radcliffe é péssimo. Definitivamente, não é o actor que aparentava ser em "Harry Potter e a Pedra Filosofal". Rupert Grint e Emma Watson não deslumbram mas também não estragam o resultado final.
O restante elenco é quase na totalidade indecentemente desperdiçado. Alan Rickman, Fiona Shaw, Emma Thompson ou Helena Bonham Carter são apenas adições comerciais e não real elenco. Assim, apenas me posso pronunciar sobre Michael Gambon, que apesar de não estar mal deixa saudades de Richard Harris, e sobre a estranhíssima Imelda Staunton que aparenta estar bem no seu papel, mas à qual não consigo tecer muitos elogios pois é verdadeiramente irritante.

E é isto "Harry Potter e a Ordem da Fénix": o pior capítulo de toda a saga e um filme sofrível.


"You are a fool, Harry Potter, and you will lose everything."


2 Eloquentes Intervenções Escritas:

Nekas disse...

Como já tinhamos comentado este filme é o pior da saga...
Perde em todos os factores para os filmes predecessores da saga mas, na minha opinião, aonde perde mais é de fidelidade da adptação do livro de Rowling que é fabuloso a meu ver e que poderia ter dado a este filme o clímax da saga...

Abraço
http://nekascw.blogspot.com/

Jackie Brown disse...

Nekas, sim já sabes que concordo contigo.

Em relação ao livro, como já te disse, já me tinham falado da sua qualidade e mau aproveitamento, mas não me posso extender...

Abraço

Enviar um comentário

O autor deste blogue apresenta os seus agradecimentos pelo comentário e relembra que este beneficiará sempre de uma resposta, já que cada comentário é tido como imprescincível e nunca subvalorizado.

Related Posts with Thumbnails