Amigos do Alheio


Ridley Scott é uma verdadeira força da natureza, um dos realizadores mais talentosos da actualidade e responsável por um punhado de obras-primas. Mesmo quando aponta, aparentemente, mais baixo (como, por exemplo, em "Um Ano Especial"-crítica aqui), Scott consegue sempre elaborar excelentes propostas.
"Amigos do Alheio" é um novo exemplo disso mesmo, um pequeno tesouro à espera de ser descoberto e um filme capaz de rivalizar, com orgulho, com qualquer outra obra do realizador.

Fundindo ,na perfeição, a premissa cómica com os apontamentos dramáticos, Ridley Scott dirige com mestria e segurança esta história insólita e francamente interessante. Utiliza uma fotografia visualmente estimulante, um trabalho de câmara desconcertante mas concordante com o personagem de Nicolas Cage (destaquem-se, igualmente, as inovadoras filmagens em primeira pessoa ) e, claro, volta a rodear-se de um fantástico elenco.

Nicolas Cage está fabuloso. Tem, provavelmente, a melhor interpretação da sua carreira como o instável vigarista Roy Waller, adoptando todos os tiques e características de alguém psicologicamente afectado. É cómico na sua abordagem e dramático na sua essência. Fabulosa interpretação a recordar o Melvin Udall de Jack Nicholson (em "Melhor É Impossível"-crítica aqui).
A contracenar com Cage está Alison Lohman, actriz-revelação que emana uma confiança notável enquanto começa por conduzir um retrato credível de uma típica adolescente, apenas para, mais tarde, revelar o seu portentoso talento dramático.
Por fim, Sam Rockwell. Sam Rockwell faz o costume e obtém mais uma excelente interpretação, maioritamente cómica e que dá ao espectador tanto gozo assistir, como deu, certamente, ao actor fazer.

Lamento, por isso mesmo, que "Amigos do Alheio" não atribua tanto protagonismo ao actor como eu gostava. Acaba por existir um desvio dos golpes levados a cabo pelos dois homens para uma focalização na filha de Roy. Concluímos assim que a trama principal é mesmo a segunda, no entanto, não deixa de ser ligeiramente prejudicial para Rockwell.

Mas não há como enganar: "Amigos do Alheio" é uma proposta extremamente interessante e um dos melhores filmes de Ridley Scott.


"You're not a bad guy, you know. You're just not a very good one."

0 Eloquentes Intervenções Escritas:

Publicar um comentário

O autor deste blogue apresenta os seus agradecimentos pelo comentário e relembra que este beneficiará sempre de uma resposta, já que cada comentário é tido como imprescincível e nunca subvalorizado.

Related Posts with Thumbnails