Braveheart- O Desafio do Guerreiro


O que verdadeiramente importa realçar é a dedicação e o interesse de Mel Gibson neste projecto, claramente pessoal, claramente seu.

Quer à frente das câmaras (uma das melhores interpretações do actor), quer atrás dela (justíssimo Óscar para Melhor Realizador), o empenho e a paixão estão lá.
A produção (fotografia e banda-sonora) é arrojada, o elenco é muito competente.

Já o argumento é bem mais limitado e básico do que à partida parece, quer ao nível do desenvolvimento, com a história a ganhar contornos previsíveis, quer no que toca às personagens, algumas delas autênticos clichés

Nada que arruíne este épico.


"Every man dies. Not every man really lives."

3 Eloquentes Intervenções Escritas:

Roberto Simões disse...

Um dos melhores filmes americanos da década de 90 e um dos meus épicos favoritos. Terá os seus clichés, mas não me canso de pensar nos clichés que se seguiram, tendo este BRAVEHEART como modelo de inspiração ;) Muito bom.

Roberto Simões
CINEROAD

ArmPauloFer disse...

Sem dúvida um filme excepcional. Mel Gibson a realizador/autor é sempre impressionante, fez 3 filmes mesmo muito bons (Braveheart + Passion Of Christ + Apocalypto).

Este é Braveheart é todo ele magnético. Por exemplo: do tipo passar na TV, um tipo deixar-se apenas ver uma cena e quando dá por si só parou quando o filme termina.
Mítico.

FREEEEEEEEEEEDOMM

Rui Francisco Pereira disse...

Roberto e Armindo,

Agradeço os comentários, vejo que falam do filme com mais entusiasmo, ainda assim todos concordamos de que se trata, pelo menos, de um bom filme ;)

Enviar um comentário

O autor deste blogue apresenta os seus agradecimentos pelo comentário e relembra que este beneficiará sempre de uma resposta, já que cada comentário é tido como imprescincível e nunca subvalorizado.

Related Posts with Thumbnails