Sem Tempo/ 50/50


"Sem Tempo" transpira realmente isso: falta de tempo para desenvolver uma premissa absolutamente sensacional. Falta consistência à trama, à medida que esta se adensa. É pena, mas julgo tratar-se aqui de pressão do estúdio, nada que uma Versão de Realizador não colmate.

Seja como for, entretenimento de superior qualidade, com um punhado de momentos para mais tarde recordar, e no qual Justin Timberlake (muito bem acompanhado por Amanda Seyfried) comprova que é mesmo um actor a sério.

Destaque para a banda-sonora.




Facilmente a melhor incursão do género. Mistura hábil e discreta, mas muito bem sucedida entre comédia e drama, eis sobretudo um filme de actores.

E se já Seth Rogen tem a melhor prestação da sua carreira, finalmente a ser capaz de conter a sua efusividade tantas vezes desagradável, é Joseph Gordon-Levitt quem rebenta com a escala e leva o filme às costas, numa interpretação absolutamente sensacional.
Resta saber onde ficou a nomeação para o Óscar de Melhor Actor...

0 Eloquentes Intervenções Escritas:

Publicar um comentário

O autor deste blogue apresenta os seus agradecimentos pelo comentário e relembra que este beneficiará sempre de uma resposta, já que cada comentário é tido como imprescincível e nunca subvalorizado.

Related Posts with Thumbnails