O Resgate do Soldado Ryan


Apesar de tudo, é óbvio e inegável: "O Resgate do Soldado Ryan" está longe de ser o melhor filme da carreira de Steven Spielberg. Embora uma belíssima incursão no género, o seu primor técnico não é o suficiente para disfarçar o limitadíssimo argumento.

"O Resgate do Solado Ryan" é de um desenrolar gradual, a espaços aborrecido, e levanta bem menos questões do que aquelas que poderia, parecia, e deveria levantar. A sua premissa é simples, é certo, mas o seu desenvolvimento fica bem aquém do esperado. O desenvolvimento das personagens é também algo limitado, e com demasiados fios soltos no final. Ainda assim, um destaque para o sniper Reiben e o médico Wade.

De resto, e tecnicamente falando, "O Resgate do Soldado Ryan" é, numa só palavra, estonteante. Absolutamente estotenteante. A realização do mestre Spielberg é de um profissionalismo e de uma dedicação sobre-humanas. A sua câmara em cima do ombro confere um realismo asfixiante à obra, e instala-se na mente do espectador, não mais de lá querendo sair. Quem se poderá esquecer do desembarque na praia de Omaha, no dia D, que "inicia as hostilidades"?

A fotografia de Janusz Kaminski dinamiza, a banda-sonora de John Williams aquece e o elenco não descura. Secundários de grande talento, como Barry Pepper, Giovanni Ribisi e Jeremy Davies entregam-se de corpo e alma. A encabeça-los está um Tom Hanks...suportável.

Nada menos do que um trabalho de excelência de Steven Spielberg que, naquilo que lhe compete, não falha em momento algum. Pena o resto...


"We're not here to do the decent thing, we're here to follow fucking orders!"

9 Eloquentes Intervenções Escritas:

Jogos disse...

Na minha opinião, achei o filme um dos melhores de spielberg, senão o melhor.
E uma coisa, axo que deves fazer um resumo curto da história do filme que estás a criticar para as pessoas q não o viram.

Jackie Brown disse...

isso poderia ser considerado spoiler
talvez faça futuramente

Jogos disse...

não precisas de contar a história toda, faz como uma boa crítica de cinema e conta o início da história, para as pessoas perceberem sobre que é que o filme fala. Senão, as tuas críticas só vão servir para kem já viu o filme.

Anónimo disse...

Melhor filme

Jackie Brown disse...

É um bom filme, sim.

Mas falas do melhor filme de Spielberg, o melhor de 1998 ou o melhor de sempre?

ArmPauloFer disse...

É um bom filme sim. Visualmente estrondoso e melhor ainda toda a encenação, sobretudo ao inicio no desembarque, que é de cortar a respiração e até tememos as balas que surgem de todo o lado fatalmente.

Eu sempre considerei que é bom, não tão excelente par ser o melhor dele (que é A LISTA DE SCHINDLER, de forma incontornável para mim) mas um digno registo para figurar entre os melhores do género.

Nesse mesmo ano, ou altura aproximado, havia surgido outro que muito mais me fez sentir arrebatado, quando até mesmo a questão da guerra é apenas um pormenor no filme. Refiro-me ao THE THIN RED LINE do Terrence Malick, que é para mim superlativo e melhora a cada vez que é visto... tem sempre algo que parece novo. Se ainda não descobriste, recomendo dares uma oportunidade a esse, pelo filme e não pelo valor mitico do realizador/autor (que no momento vive grande hype...).

Roberto Simões disse...

Cru, violento, visceral. Acção impressionante, fotografia igualmente impressionante, impressionantes os efeitos de som. Grande elenco, num dos melhores filmes de Spielberg.

Roberto Simões
CINEROAD

CINE31 disse...

Pessoalmente, o meu problema com este filme, é que depois do clímax da brilhante sequência do desembarque não consegue durante o resto da metragem surpreender e emocionar tanto... mas, continua a ser um filme muito bom.

Rui Francisco Pereira disse...

Arm,

Sim, está longe d'A Lista de Schindler, e até mesmo de outros títulos do realizador.

Sim, já muito ouvi dizer sobre A Barreira Invisível, assim que associar a lembrança dessa obra a algum tempo disponível, dou-lhe uma olhada atenta ;)


Roberto,

Do que aí dizes, estou de acordo, embora saiba que aprecias o filme bem mais do que eu ;)


David,

Sim, tens toda a razão. Era de facto quase impossível manter aquela qualidade o filme todo...


Abraços

Enviar um comentário

O autor deste blogue apresenta os seus agradecimentos pelo comentário e relembra que este beneficiará sempre de uma resposta, já que cada comentário é tido como imprescincível e nunca subvalorizado.

Related Posts with Thumbnails