Guilty Pleasures: Os Jardins Probídos de um Cinéfilo


E hoje é dia de continuar a rubrica Guilty Pleasures: Os Jardins Proibidos de um Cinéfilo, desta vez atravessando o oceano Atlântico para vos dar a conhecer os 5 maiores Guilty Pleasures do Daniel Brito, autor do blogue it was RED.


(coincidentemente constituído somente por comédias)

5) As loucuras de Dick e Jane (2005)

Jim Carrey conseguiu me divertir nesse simples longa. As conseqüências da falência de uma família de classe média alta são exploradas de uma forma bem humorada, que consegue distrair o espectador.



4) Letra e Música (2007

Comédias românticas são sempre banais, repetitivas e previsíveis. Sempre com um início “encantadoramente apaixonante” (para mim não há nada de encantador, apenas repulsivo), uma fração intermediária turbulenta e um aguardadíssimo desfecho megalomaníaco (presumo que muito esperado pelas mocinhas casamenteiras), no qual a personagem masculina faz uma linda, inesquecível e piegas (eu acrescentaria vergonhosa) declaração de amor. “Letra e Música” contém todos esses defeitos, mas também possui músicas extremamente simpáticas ( quem que assistiu ao filme e nunca cantarolou “ All I wanna do is find a way back into love”, além de “PoP! Goes my heart”?). Além disso, a película faz singelas críticas à futilidade humana.



3) O Virgem de 40 Anos (2005)

A nauseante atmosfera pastel dessa comédia é evidenciada no exagerado e às vezes patético humor. Todavia, o simpático desenvolvimento da personagem principal acaba encantando-nos.



2) Escola do rock (2003)

Apesar de sua imensa falta de qualidade, de todos os clichês, do humor fraquíssimo e do ponto comum de mostrar o rock como uma cultura subversiva e revolucionária, “School of Rock” conquistou minha simpatia através das boas músicas e das péssimas, porém “bonitinhas”, atuações do elenco mirim.




1) Morte no Funeral (2007)

Dos “guilty pleasures” citados, esse é o melhor. O longa é uma interessante análise sobre a interpolação de catastróficos acontecimentos durante um funeral. A película nos diverte bastante durante seus 90 minutos. Apesar de seu simpático enredo, a obra carrega um ar de comédia pastel.

4 Eloquentes Intervenções Escritas:

Nekas disse...

Vi três filmes dessa lista e devo dizer que são filmes cómicos...
Dick and Jane deu a provar um pouco de Carrey enquanto Virgem aos 40 anos mostrou ao mundo Steve Carell.
School of Rock sempre me divertiu mas já cansa as vezes de tempo de antena que conquista na tvi.


Abraço
http://nekascw.blogspot.com/

Jackie Brown disse...

Bruno,

Dos que referes, apenas não vi School of Rock.
Tanto o Dick and Jane como Virgem não caiem nas minhas boas graças...

Abraço

it was RED - Para quem gosta de cinema disse...

Realmente não havia percebido que todas as obras citadas eram comédias.

Abraço e obrigado pela publicação!

Jackie Brown disse...

it was RED,

Acho que havias, porque a observação foi tua (está a itálico).
Eu só escrevi o paragráfo inicial.

Obrigado eu, abraço!

Enviar um comentário

O autor deste blogue apresenta os seus agradecimentos pelo comentário e relembra que este beneficiará sempre de uma resposta, já que cada comentário é tido como imprescincível e nunca subvalorizado.

Related Posts with Thumbnails