Guilty Pleasures: Os Jardins Proibidos de um Cinéfilo


Como o oportunista barato que sou, há que aproveitar estes últimos dias de campanha para os Cinebloggers Awards, dando graxa ao Hugo Gomes, do Cinematograficamente Falando, e expondo aqui os seus cinco maiores guilty pleasures.
Mentira, mentira... Mas, para o bem ou para o mal (espero que seja para o bem!), aqui estão eles:


Underworld (Len Wiseman, 2003)


Muito antes de Twilight e New Moon, Underworld de Len Wiseman soube combinar muito bem vampiros e lobisomens num conto generoso de acção e sangue. Variante e cheio de tiques de filmes como Matrix e Blade, Underworld tem um ambiente gótico invejável e Kate Beckinsale, considerada recentemente como a mulher mais sensual do mundo pela revista Esquire e Bill Nighy num vilão a relembrar os tempos de Bela Lugosi. È cinema pastilha-elastica, mas não me importo.


Bud Spencer & Terence Hill (Vários, vários)


O Bucha e o Estica do cinema cómico de acção, estes dois ícones do western spaghetti fizeram audiências simplesmente rir das suas paródias aos vários géneros cinematográficos, entre eles o western, muito bem sucedido com Trinity (Enzo Barboni, 1971), o maior sucesso da dupla. Entre "chapadas" e brigas de rua, sempre com o sentido de humor bem afinado, não existe tempos mortos enquanto esta admirável dupla se encontra junta.


Daredevil (Mark Stevenson Johnson, 2003)


Sim, eu sei, considerado por muitos como umas menos eficazes adaptações de uma BD, Daredevil foi daqueles comics movies que me surpreendeu pela positiva porque todo ele transpira a um universo de BD que nos dias de hoje muitas conversões não o possuem, talvez por se julgarem mais daquilo que são. Ben Affleck, admito, não se encontra nos melhores dias, mas é Jennifer Gardner tão sensual na pele de Elektra que a fita ganha o seu sentido, para além disso temos Colin Farrell a cumprir os seus requisitos de vilão de serviço. Já agora foi graças a esta fita que me fez conhecer e tornar-me admirador da voz de Amy Lee e os seus Evanescence.



The Walking Tall (Kevin Bray, 2004)


The Rock entra em cena e auto-proclama-se como o xerife da sua terra natal, o seu plano, limpar a cidade que o viu a nascer dos corruptos e da delinquência. Um filme de acção serie B directo, sem papas na língua e um recém-saído do mundo WWF a mostrar as suas proezas de combate e de espectáculo. Quatro anos mais tarde é Taken de Pierre Morel com Liam Nesson a cometer tal proeza.


Rat Race (Jerry Zucker, 2001)


Tentem juntar John Cleese, Rowan Atkinson, Lanei Chapman, Whoopi Goldberg, Cuba Gooding Jr. e Seth Green no mesmo filme, qual é o resultado? Rat Race, uma louca comédia de 2001 do melhor que um das mentes de Aeroplano pode oferecer-nos. Tem gags divertidos e hilariantes, personagens caricatas e um senso de humor ácido e virtuoso. Filme aconselhado para quem o dia está a correr pessimamente.

4 Eloquentes Intervenções Escritas:

Nekas disse...

Escolhas porreiras :)

Não considero a dupla de Terence Hill e Bud Spencer um guilt pleasure, as suas obras são hilariantes e sempre animadas...

Quanto a Daredevil também gostei do filme, não como gostei de outras adaptações mas num Sábado à tarde não me canso de ver Farrell a acertar na "mosca"...


Abraço
http://nekascw.blogspot.com/

Jackie Brown disse...

Bruno,

Não vi nada de Bud e Terrence, pelo que não posso comentar.

Já o Daredevill só vale mesmo por Farrel ;)

Abraço

Hugo Gomes disse...

Só por Farrell??? lol, e então a Jennifer gardner com aquela roupa justa, não!? :)

Jackie Brown disse...

Hugo,

Ah, agora estão percebidos os teus motivos xD

É um pleasure e sentes-te guilty :P

Abraço e muito obrigado!

Enviar um comentário

O autor deste blogue apresenta os seus agradecimentos pelo comentário e relembra que este beneficiará sempre de uma resposta, já que cada comentário é tido como imprescincível e nunca subvalorizado.

Related Posts with Thumbnails