Guilty Pleasures: Os Jardins Proibidos de um Cinéfilo


Quer-me parecer que esta minha iniciativa precisa de (ainda) mais prestígio. Haverá melhor forma de o conseguir, do que exibir as escolhas do Filipe Coutinho, autor do prestigiado Cinema is My Life? Acho que não.

#5 Music and Lyrics


Estas comédias tipicamente britânicas são em tudo muito mais substanciais do que aquelas que são produzidas por terras do Tio Sam (exceptuando as duas que seguem). Em alguns momentos chega a ser hilariante e é impossível negar que se trata de um excelente feel-good movie.


#4 The Holiday


Quando vi a fita pela primeira vez em cinema fiquei impressionado. Talvez tenham sido as actuações, a comédia ou, simplesmente, o amor pelo cinema. Parece-me um produto honesto, igual a si mesmo, e recheado de muita ternura onde o elenco de luxo complementa na perfeição as falhas que são evidentes. O conceito já foi visto várias vezes mas realmente o talento de Jack Black, Kate Winslet e Jude Law assim como a abordagem à essência do cinema fazem toda a diferença. E depois há aquele toque britânico que dota a longa-metragem de uma magia especial.


#3 Dan in Real Life


Honestamente, não sei precisar o porquê de ter apreciado tanto uma película tão banal. Por vezes aparecem destes filmes que nos comovem pela sua ternura. Carell é brilhante tanto nos momentos cómicos como naqueles mais emotivos. E depois há uma banda-sonora muito boa acompanhada de uma excelente fotografia.


#2 Pirates of the Carabbean: Dead Man's Chest


Bem, devo ser a única pessoa em todo o mundo que considera que "Dead Man's Chest" é em tudo superior ao primeiro capítulo desta saga e é por tal motivo que entra nesta lista. Nunca me ri tanto com o capitão Jack Sparrow e com o incrível talento de Johnny Depp onde a sua versatilidade arrebata qualquer um. Existem sequências de acção fenomenais com o humor sempre presente e uma composição sonora magistral. Tenho pena que outros não o considerem mas assim se faz cinema.


#1 American Pie



E o primeiro lugar fica mesmo a cargo de "American Pie 2". Foi a fita que visualizei mais vezes, tanto em uma sala de cinema, como em casa e foi aquela que marcou a minha adolescência. As aventuras destes jovens são hilariantes e as personagens ficaram, por alguma razão, na minha memória. É simplesmente o MEU guilty pleasure.

5 Eloquentes Intervenções Escritas:

Roberto F. A. Simões disse...

Não, não Filipe! Para mim DEAD MAN'S CHEST é o melhor capítulo de toda a trilogia! E ri-me muuuuuito com o raio daquele pirata.

Por acaso, reconheço-lhe inegável qualidade ao ponto de jamais o considerar um "guilty pleasure".

Quanto a THE HOLIDAY, estou de acordo. É uma delícia e pêras! ;)

Cumps.
Roberto Simões
CINEROAD - A Estrada do Cinema

Jackie Brown disse...

Roberto,

Eh eh, somos três. Também acho O Cofre do Homem Morto melhor do que o original.
Mas considero-o um guilty pleasure, embora lhe reconheça qualidade.

O The Holiday anda sempre nas escolhas dos bloggers. Pessoalmente, não me convenceu nada.

Abraço

citizenkane disse...

Não costumo comentar, mas não resisti. Não é normal (e aparentemente, pelo que ouço, não é aceitável) considerar o Dead Man's Chest como o melhor da trilogia, no entanto, tal como vocês, ri-me que nem um perdido e considerei-o melhor, não excessivamente, mas melhor que o primeiro da saga.

You're not alone ! :P

Flávio Gonçalves disse...

Oh, o primeiro é que é o melhor! :P De qualquer das formas, American Pie é um guilty pleasure, para mim, também. E o ADORÁVEL The Holiday :P

Abraços

Jackie Brown disse...

citizenkane,

Bem-vindo ao Cinemajb! Vê se passas a comentar, então ;)

Sinceramente, acho muito normal considerar-se O Cofre do Homem Morto o melhor da trilgoia, isto porque o acho o melhor! :P

Cumps.


Flávio,

Nunca!:P O segundo é o melhor!

O American Pie é uma delícia ;)

O The Holiday é que não percebo a fixação das pessoas nele..

Abraço!

Enviar um comentário

O autor deste blogue apresenta os seus agradecimentos pelo comentário e relembra que este beneficiará sempre de uma resposta, já que cada comentário é tido como imprescincível e nunca subvalorizado.

Related Posts with Thumbnails