Especial Hayao Miyazaki- Alegações Finais

É com algum pesar que o digo, mas há que constatar: o Especial Hayao Miyazaki terminou. "Oficialmente"? Só agora.
"Off the record"? Há vários meses.

Começou como um impulso, desenvolvendo-se numa ânsia incontrolável de conhecer mais deste autor japonês. Mas as dificuldades técnicas acabaram por ditar um final prematuro do que poderia ter sido uma descoberta ainda mais profunda da obra de Miyazaki.

Neste momento, não me encontro com a disposição suficiente para retomar a visualização da restante obra do autor, ainda para mais com condições técnicas tão adversas como as que enfrento.

Assim, não tenho escolha a não ser dar como terminado este especial. A fazê-lo, estão os seguintes comentários.

___________________________________________________________________


Nota Introdutória

-A nível visual e artístico, a visualização das obras de Hayao Miyazaki foi de uma riqueza inestimável. Não só a belíssima animação, mas também a mágica banda-sonora foram responsáveis por alguns momentos de Cinema impagáveis.
É uma pena que a nível argumentativo, o autor se perca sempre. Ora demasiado infantil, ora demasiado confuso e, por vezes, incoerente e insuficiente. A história, o factor nuclear do sucesso de um filme, deixa sempre a desejar em alguma vertente. O que é de lamentar...


Kiki- A Aprendiz de Feiticeira (1989)


Um filme menor, não só no género animado, mas também na filmografia do autor. Não é especialmente marcante em qualquer campo, e a sua visualização, e não querendo classificá-la de "inútil", foi... escusada.

Consulta a crítica, na íntegra, aqui.


A Viagem de Chihiro (2001)


Sem sobra de dúvida, e independentemente de ser o meu filme preferido de Hayao Miyazaki, um caso de sobrevalorização. A sua fruição visual é inquestionável, mas as questões deixadas por responder pelo argumento são demais.

Consulta a crítica, na íntegra, aqui.


Ponyo à Beira-Mar (2008)


Não foi o começo ideal. As expectativas eram elevadíssimas, mas não me deixei contagiar pelo filme. Afinal de contas, não tenho como não o achar tremendamente infantil e até algo desorientado.

Consulta a crítica, na íntegra, aqui.

___________________________________________________________________

-Ainda assim, espero sinceramente que tenha sido do agrado dos leitores. Ainda que tenha sido "Sol de pouca dura"...

-Uma nota final de agradecimento ao David Martins, pela elaboração do excelente banner que ilustrou o Especial Hayao Miyazaki.

4 Eloquentes Intervenções Escritas:

CINE31 disse...

É pena, mas hão de aparecer outras oportunidades! E como já te disse - umas 500 vezes - tens que ver a Princesa Mononoke, o melhor do Miyazaki ;-)

Jackie Brown disse...

David,

Muita pena mesmo...

Não me tortures mais com o Princesa Mononoke ;)

Neuroticon disse...

Princess Mononoke, My Neighbor Totoro e Nausicaä of the Valley of the Wind especialmente.

Miyazaki é grande.

Jackie Brown disse...

Neuroticon,

Do que vi, Miyazaki é a grande a nível visual.

Não vi nenhuma das obras que referes.

E qual a tua opinião sobre os filmes que critiquei aqui no blog? ;)

Enviar um comentário

O autor deste blogue apresenta os seus agradecimentos pelo comentário e relembra que este beneficiará sempre de uma resposta, já que cada comentário é tido como imprescincível e nunca subvalorizado.

Related Posts with Thumbnails